sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Sopão de Filmes: Toucinho na Sopa!




Em novembro o cineclube SOPÃO DE FILMES se despede de 2008 com uma projeção especial do novo documentário catarinense Sistema de Animação. Trata-se de um dinâmico longa-metragem retratando o inusitado e talentoso baterista Lourival José Galliani, vulgo Toucinho Batera. O filme, que levou 5 anos para ser feito pela dupla Guilherme Ledoux e Alan Langdon, já recebeu a Menção Especial da Crítica Especializada no CATARINA Festival de Documentários e vem acumulando elogios desde seu lançamento no TAC. E para comemorar, haverá um pocket-show com Toucinho na batera! Então venha conferir o sistema do Toucinho e degustar uma boa sopa em boa compania. A sessão inicia as 20 hs em ponto. Entrada franca com doação sugerida de R$3

Leia sobre o filme logo abaixo das infos:

QUANDO: Domingo, dia 30 de Novembro, 20hs em ponto
QUANTO: Doação sugerida de R$ 3
ONDE: Espaço Cultural Pomar das Artes
Rua Antônio Carlos Ferreira, 418 - Agronômica
(início do Morro do Horácio, mesma rua do Posto Angeloni Beira Mar e da CNT)
CONTATO: sopao.de.filmes@gmail.com
(48) 9941-2714


Sistema de Animação
Direção: Guilherme Ledoux e Alan Langdon
documentário, 79 min, vídeo digital, 2008, SC

Documentário independente que retrata o músico Lourival José Galliani, vulgo “Toucinho Batera”. Captado e montado com uma beleza espontânea e crua - análoga ao modo como o próprio Toucinho toca e vive - Sistema de Animação mergulha o espectador na experiência de conhecer a genial musicalidade e filosofia do baterista. Feito sem nenhum apoio financeiro e com orçamento praticamente nulo para um longa-metragem, o filme pulsa com uma variedade de situações inusitadas e transformações pessoais do personagem, além, é claro, de boa música. Entrevistas complementares e materiais de arquivo pontuam o filme com memoráveis histórias da excêntrica e inusitada carreira do Toucinho, assim como participações de personalidades do meio musical como Nenê Batera, Alegre Corrêa, Gringo Saggiorato, Alessandro “Bebê” Kramer, Cássio Moura, Luiz Meira e Guinha Ramires. O longa-metragem tece um reflexivo retrato do filósofo e músico que os cineastas registraram durante 5 anos de filmagens: um verdadeiro artista improvisador equilibrando-se com humor entre a arte e a sobrevivência, uma complexa condição nem sempre simples (ou possível) de explicar, porém fruto tanto da situação cultural no Brasil quanto da espontânea personalidade do genial Toucinho.

Assista o teaser lançado em 2007:


Assista o trailer de divulgação do lançamento (que ocorreu em Outubro no TAC):




CRÍTICAS AO FILME

“Baterista Genial Ganha Perfil No Ritmo Certo”
por Carlos Alberto Mattos - O Globo Online – blog DOCBLOG – Agosto 2008

O estranho título não animava muito. Nem o personagem central, um veterano baterista de Florianópolis feio como a peste e conhecido como Toucinho. Mas o filme nos conquista logo de saída, quando os realizadores Guilherme Ledoux e Alan Langdon dão mostras de estar afinados tanto com a estética do doc independente quanto com a personalidade de seu protagonista.

Lourival José Galiani, o Toucinho, teve seus dias de glória nos anos 1970 e 80, quando tocou (não só bateria, como também piano e violão) com músicos de alcance nacional como Fafá de Belém, Peri Ribeiro e César Camargo Mariano. Depois se acabou nas drogas e vivia quase na miséria entre 2003 e 2005, quando a maior parte do material do filme foi captado. Não deixou, contudo, de manter ligado o seu “sistema de animação”, conceito de filosofia de bolso que traduz seu animus vivendi. Toucinho é uma espécie de maluco-beleza, só que dono de uma inteligência e uma criatividade fora do comum. Gene Krupa encontra Bukovski e o Professor Pardal. Ledoux (dentro da cena, como um surfista se equilibrando nas ondas revoltas do personagem) e Langdon (na câmera) limitam-se a dar corda para que Toucinho exponha sua lógica irreverente e sábia sobre a música, a vida e a intimidade com as baquetas. “Eu não toco bateria, eu faço a bateria andar”, explica. E a gente vê como isso acontece.

Fotografado na crueza do improviso e editado com requintes de ritmo, o filme dá exemplos inventivos de como se pode brincar à vontade com o processo de documentação sem sabotá-lo. De uma maneira ou de outra, a gente se informa, se delicia, se diverte (muito) e se surpreende com a história, a musicalidade e as peripécias intelectuais de Toucinho. O doc é doidão e focalizadíssimo ao mesmo tempo. Extrapola o contexto regional e merece visibilidade como perfil de um artista brasileiro singular.


“Sistema de Animação, Obra-prima”
por Jefferson Lima - Diário Catarinense Online – Blog CINELUZ - Junho 2008

Entre os filmes que assisti no 12º FAM, fiquei impressionado com "Sistema de Animação", do Alan Langdon e do Guilherme Ledoux. Uma obra-prima do gênero. Fui ver o documentário com um certo receio porque achava que a duração de 80 minutos era longa demais. Me enganei redondamente, a narrativa é intensa do início ao fim. O personagem de Alan e Ledoux é o baterista Toucinho. Toucinho é exibido com todas a suas fortalezas e fragilidades. "Sem concessões", como bem lembrou o fotógrafo Caio Cesar.

Não há hibridismo na narrativa. Embora haja alguns depoimentos sobre o músico, é ele, do começo ao fim, o personagem definitivo. Talvez nem pudesse ser diferente, mas é preciso dizer que ninguém rouba a cena. É Toucinho que conta e vivencia a sua própria história, interpretada com pungência, quase alegria, e com um bom humor subentendido durante todo o tempo da história. Os diretores seguiram Toucinho nos últimos três anos. Gravaram 42 horas. Um dos aspectos fundamentais do documentário foi a empatia estabelecida entre direção e interpretação.

Mas "Sistema de Animação" não é só feito dos depoimentos comoventes de Toucinho, Alan e Ledoux captaram também o essencial da vida do personagem, a sua musicalidade. Toucinho é a própria música. Faz música com a voz e é inventor nas horas de folga. "Sistema de Animação" talvez tenha um ponto nebuloso, o título. É demasiadamente subjetivo, mas faz parte de uma brincadeira do músico, que pode ser interpretado com um sinal de que a vida é uma espécie de sistema de animação, que funciona.

Um dos pontos altíssimos do filme, ocorre quando Toucinho está em seu Opala com o músico Alegre. Os dois estão sentados no banco dianteiro. No banco traseiro, a câmera acompanha tudo. Em determinado momento, a caixa de câmbio trava. Toucinho desce do carro para consertar o problema. No lado de fora, levanta o capô. A câmera poderia ter acompanhado o músico, mas, por uma escolha feliz, permanece no mesmo lugar. A cena mistura ficção e realidade sob uma luz contida e granulada.

O cena ocorre em silêncio. O momento é de espera. Enquanto Toucinho investiga o problema e movimenta a caixa de câmbio do motor, no interior do carro, a alavanca sob o volante também movimenta-se, provocadapela ação do músico que tenta destravar o sistema. A cena transporta para um outro filme e talvez esteja aí o verdadeiro sistema de animação do personagem, um sinal de que a vida precisa ser animada diariamente, muitas vezes com força e com impulso, como quem destrava a marcha para seguir em frente.


Assista uma entrevista bem humorada com os diretores, conduzida pelo marquinhos Espindola:

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Sopão de Filmes: A represa e o fim do mundo

clique na imagem para ampliar!

O QUE:
cineclube SOPÃO DE FILMES apresenta: "A represa e o fim do mundo"

QUANDO:

Domingo, 26/10, 19:30

QUANTO:

Entrada franca, com doação sugerida de R$ 1

ONDE:

Espaço Cultural Pomar das Artes
R. Antonio Carlos Ferreira, 418 - Agronomica
(inicio do Morro do Horacio, mesma rua do posto Angeloni beira-mar)

CONTATO:

Sopao.De.Filmes@gmail.com
(48) 9941-2714
www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com.br







SOPÃO DE FILMES: A represa e o fim do mundo


Em Outubro o cineclube SOPÃO DE FILMES traz 2 médias metragens delineados por represas hidroelétricas. O tema, presente nos dois documentários diametricamente opostos em termos de estilo e perspectiva, se manifesta na coincidência das consequências: reais ou imaginadas, ambas alertam para uma extinção, um fim.
"Dyckias - Tempos de Extinção" de Iur Gomez (Fpolis, SC) aborda os resultados ecológicos e sociais da implantação da usina hidroelétrica Barra Grande no Vale do Rio Pelotas, fronteira de SC com RS. Já o inusitado "Quando o Rio Soa" (Cuando El Rio Suena) de Verónica Rocha (Córdoba, Argentina) reconta as reações absurdas de uma pequena cidade quando um apocalíptico boato inunda o imaginário da população. Como sempre, uma sopa vai deixar a sessão submersa em bons filmes e boa conversa. Seja bem vindo!



Dyckias - Tempos de Extinção
Direção e Roteiro: Iur Gomez e Jonas Edson Pinto. Documentário, 52 min, 2007, Fpolis, SC
Um documentário que reflete a questão do desenvolvimento econômico à revelia da preservação ambiental partindo de uma bromélia endêmica denominada Dyckia distachya, que se localiza exclusivamente às margens dos rios Uruguai e Pelotas, na divisa dos estados de SC e RS, incluída na Lista Oficial da Flora Ameaçada de Extinção (Ibama, 1992) e foi extinta pelo lago formado pela barragem de UHE Barra Grande.


Cuando El Río Suena (Quando o Rio Soa)
Direção: Verónica da Rocha. Documentario, 42 min, 2003, Cordoba, Argentina
Um documentário saído da memória coletiva dos habitantes de Cruz del Eje, uma pequena cidade de Córdoba, Argentina. Uma crônica de uma catástrofe que não foi. Em fevereiro de 1992, rolou nesta cidade e premonição de uma mulher sobre uma grande catástrofe. Na noite de 22 de fevereiro, os habitantes de Cruz del Eje foram alertados da notícia de que o dique perto da cidade havia rompido. O povo todo correu até uma montanha próxima para escapar da inundação... as horas passaram mas a água nunca chegou.

A diretora Verónica da Rocha é  documentarista, fotógrafa e professora. É licenciada em Cinema e Televisão, formada na Universidade Nacional de Córdoba. Trabalhou como fotógrafa no 6o Forum Social Mundial (2006) em Caracas, Venezuela, e no 5o Forum Social Mundial (2005) em Porto Alegre, Brasil. Trabalha na área de Educação Audiovisual em colégios públicos. Atualmente desenvolve diferentes projetos de documentários em curta e longa-metragem.

O QUE:
cineclube SOPÃO DE FILMES apresenta: "A Represa e o Fim do Mundo"
QUANDO:
Domingo, 26/10, 19:30
QUANTO:
Entrada franca, com doação sugerida de R$ 1
ONDE:
Espaço Cultural Pomar das Artes
R. Antonio Carlos Ferreira, 418 - Agronomica
(inicio do Morro do Horacio, mesma rua do posto Angeloni beira-mar)
CONTATO:
Sopao.De.Filmes@gmail.com
(48) 9941-2714
www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com.br

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Sopão de Filmes em Brasília!

clique na imagem em anexo para descobrir mais sobre a sessão de curtas catarinenses em Brasilia, uma parceria do cineclube Sopão de Filmes com o cineclube CineRoots!


clique na imagem em anexo para descobrir mais sobre a sessão de curtas catarinenses em Brasilia, uma parceria do cineclube Sopão de Filmes com o cineclube CineRoots!

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

SOPÃO ETÍLICO!

<- clique na imagem ao lado para ampliar o flyer
SOPÃO DE FILMES:
Etílico (hic!)

Em Setembro o cineclube SOPÃO DE FILMES comemora 5 anos de cineclubismo saborosamente independente, com um enfoque apropriadamente comemorativo: filmes etílicos! Videoclipes, documentários e ficções de SC e GO que cambaleiam (mas não caem!) em volta do tema de bebidas alcólicas e bebedeira. Líquidos estarão apropriadamente sendo servidos, então escolha seu veneno e venha degustar essa data especial marcada com filmes mais pra lá do que pra cá!
Como sempre, aceitamos doações de 1 à 1000 reais, mas a entrada e a sopa são sempre francas, franquíssimas! E, como o negócio é bebemorar (de leve...! Afinal, é domingo), talvez a fada das biritas traga algo para nosotros degustarmos!







OS FILMES:

Histórias da Cerveja em Santa Catarina

de Andreas Peter
documentário, video digital, 29 min, 2008, SC
Desde a chegada dos colonizadores, quando a cerveja era produzida artesanalmente e o hábito passava de pai para filho, aos dias atuais, a cerveja sempre esteve presente na cultura vigente no estado catarinense. Este documentário mostra histórias curiopsas envolvendo esse “pão líquido”. Apontando também um novo cenário, onde as micro cervejarias atuais mantém vivias essas histórias e hábitos.

Cuidado! (eu sou alcoólatra)
clipe da banda Salto Alto
de Koostella
videoclipe, video digital, 3 min, SC
Inspirado em jogos de video game em primeira pessoa (minha bebida, minha arma),
um alcoólatra caminha pelas ruas da Bavária (capital mundial da cerveja).

É da Raiz
de Ângelo Lima
documentário, video digital, 13 min, 2006, GO
Uma roda de samba num bar em Goiânia, especializado em pinga com raízes de ervas. Um encontro de amigos com uma parte expressiva da cultura brasileira.

Seo Chico, Terra e Alma
de José Rafael Mamigonian
documentário, 35mm, 11 min, 1998, SC
Se não puder fazer o bem, o mal não se faz pra ninguém.

PROVIDÊNCIA: Como Fazer Um Comercial de Cachaça
de Equipe Pintô Sujêra
experimental, video digital, 9 min, 2004, SC

Esqueça Big Brother, há momentos em que é preciso tomar a devida providência! Uma festa de fim de ano vira uma verdadeira aula de publicidade à facão. Descubra os ingredientes de um comercial, passo-a-passo; usando apenas
uma câmera, seus amigos e uma garrafa de cachaça.
www.PintôSujêra.com.br



O QUE:
cineclube SOPÃO DE FILMES apresenta: "Etílico" comemorando 5 anos de Sopão de Filmes
QUANDO:
Domingo, 28/09, 19:30
QUANTO:
Entrada franca, com doação sugerida de R$ 1 ONDE: Espaço Cultural Pomar das Artes

R. Antonio Carlos Ferreira, 418 - Agronomica (inicio do Morro do Horacio, mesma rua do posto Angeloni beira-mar)
CONTATO:
Sopao.De.Filmes@gmail.com (48) 9941-2714

www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com.br





terça-feira, 26 de agosto de 2008

SOPÃO DE FILMES: Vídeo_Dança

SOPÃO DE FILMES: Vídeo_Dança

O QUE: cineclube SOPÃO DE FILMES apresenta: "Vídeo_Dança"
QUANDO: Domingo, 31/08, 19:30
QUANTO:
Entrada franca, com doação sugerida de R$ 1
ONDE:
Espaço Cultural Pomar das Artes R. Antonio Carlos Ferreira, 418 - Agronomica (inicio do Morro do Horacio, mesma rua do posto Angeloni beira-mar)
CONTATO: Sopao.De.Filmes@gmail.com (48) 9941-2714
www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com.br


Em Agosto o cineclube SOPÃO DE FILMES apresenta uma saborosa e movimentada degustação de filmes envolvendo o tema Dança. Um documentário premiado sobre Sandra Meyer, um experimental que se passa num manicômio nos anos 80, uma hilária video-aula de dança e ousadas investigações plástico-kinéticas compõem a seleção de curta-metragens. Com filmes de Florianópolis e Goiânia, a sessão tem a duração aproximada de 75 minutos e tem censura 14 anos. A tradicional sopa desta vez será caldo de feijão e a entrada é fgranca, com doação sugerida de um real.


OS FILMES:


9m X 15"
de Alejandro Ahmed / Vinil Filmes
documentario, video digital, 15 min, 2008, SC
www.vinilfilmes.blogspot.com
No episódio DANÇA da série Artistas Catarinenses, um galpão industrial tranSformou-se num ambiente multimídia para o encontro entre o coreógrafo do Cena 11 e a professora e crítica de dança Sandra Meyer. Prêmio de melhor edição no Catarina Festival de Documentários.

Prêmio de melhor edição no Catarina Festival de Documentários.






Vlad Party
de Equipe Pintô Sujêra
web-video, video digital, 10 min, 2007, SC
www.pintosujera.com.br
O cultuado mestre Vlady Party ensina, em 6 etapas, como se dar bem numa situação dançante ou festiva em geral. Preste atenção, as lições são profundas.








Tresperimetro
de Adriana Cunha, Diogo Vaz Franco e Maria Carolina Vieira
video-dança, video digital, 17 min, 2006, SC
mcarolvieira@hotmail.com / diogovfs@yahoo.com.br
Trata-se de um vídeo-dança criado de novembro de 2006. Uma experimentação prática de três pesquisas teóricas que os bailarinos desenvolveram individualmente e investigam em forma de produto artístico. Aproveitando-se da linguagem do vídeo e suas várias possibilidades, Adriana Cunha, Diogo Vaz Franco e Maria Carolina Vieira iram por à vista do vídeo-espectador questões relativas a própria dança em si – numa estética de fronteira entre o cotidiano e o cênico, o abstrato e o figurativo, às vezes quase didático na exploração do corpo. O corpo auto-consciente, o corpo no seu espaço pessoal e o corpo expressivo: estas são as três questões básicas que Tresperímetro aborda. A unidade da obra que dá título ao trabalho se dá no contado entre estas experimentações aparentemente distintas.



Quinta Essência
de Lourival Belém Jr. e Ronaldo Araújo
experimental, 16mm, 17’, 1982, GO
Experimento musical em que uma bailarina visita os espaços de um hospital psiquiátrico.









(Vários)

de Sarah Ferreira
video-dança, video digital, 10 min total, 2008, SC



O QUE: cineclube SOPÃO DE FILMES apresenta: "Vídeo_Dança"
QUANDO: Domingo, 31/08, 19:30
QUANTO: Entrada franca, com doação sugerida de R$ 1
ONDE: Espaço Cultural Pomar das Artes R. Antonio Carlos Ferreira, 418 - Agronomica (inicio do Morro do Horacio, mesma rua do posto Angeloni beira-mar) CONTATO: Sopao.De.Filmes@gmail.com (48) 9941-2714 www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com.br






---------------

quarta-feira, 30 de julho de 2008

SOPÃO de CATARINAS em Itajaí



PROGRAMA do cineclube Sopão de Filmes
Festival CATARINA de Documentários 2008 (Itajaí, SC)

curadoria: Tatiana Lee, Guilherme Ledoux e Alan Langdon


Maiores informações:
www.AraucariaProducoes.com.br
www.catarinafestivaldedocumentario.blogspot.com
www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com
SOPAO.DE.FILMES@gmail.com
(48) 9941-2714



SOPÃO DE CATARINAS – programa 1
Dia: 3 de Agosto
Hora: 14:30
Local: Anfiteatro da Prefeitura Municipal de Itajai

APROVEITEM O MAR
de Cristian Abes (Fpolis, 2006, DV, 10 min)

SANTA
de Marina Scherer (Fpolis, 2007, HDTV, 8 min)

IMPERCEPTÍVEL
De Everson Martins, Fpolis, 2007, VIDEO, 5 min

OUROBORO
de Maurício Antonângelo (Fpolis, 2007, HDTV, 17 min)

ALÉM DO SAMBA
de Cesar Cavalcanti (Fpolis, 2006, DV, 52 min)




SOPÃO DE CATARINAS – programa 2
Dia: 4 de Agosto
Hora: 14:30
Local: Anfiteatro da Prefeitura Municipal de Itajai


JARDIM DO ÉDEN
de Uriel Pereira (Fpolis, 2007, 35mm, 7 min)

AQUÁRIO
de Cíntia Domit Bittar (Fpolis, 2007, HDTV, 10 min)

QUEM DISSE QUE EU TÔ INDO PRA CASA?
de Marco Stroisch (Fpolis, 2007, HDTV, 18 min)

A CANÇÃO DO CIGANO
de Luís Felipe Sprotte Costa (Fpolis, 2007, DV,10 min)

A MÃO DO MACACO
de Jefferson Bittencourt (Fpolis, 2008, HDTV, 25 min)

O FIM DO MUNDO
de Alan Langdon e Guilherme Ledoux (Fpolis, 2005, DV, 21 min)





SOPÃO DE CATARINAS – programa 3
Dia: 5 de Agosto

Hora: 14:30

Local: Anfiteatro da Prefeitura Municipal de Itajai

SINESTESIA
de Paulo Maisatto (Fpolis, 2007, DV, 12 min)

LEONOR GUEDES: Memórias em Órbita
de Fabíola Beck (Fpolis, 2006, DV, 7 min)

ALERTA INVASORES
de Alexandre Garcia (Fpolis, 2006, DV, 5min)

GUERRA DE SOMBRAS
de Fernando Leão (Lages, 2007, DV, 25 min)

VIM DIZER QUE ESTOU INDO
de Yannet Briggiler (Fpolis, 2008, animação, 2 min)

MODERNOS DO SUL
de Kátia Klock (Fpolis, 2006, DVCAM, 52 min)




SOPÃO DE CATARINAS – programa 4
Dia: 6 de Agosto

Hora: 14:30
Local: Anfiteatro da Prefeitura Municipal de Itajai



de Edson Quint Jr. (Fpolis, 2007, animação, 1 min)

AFLORA
de Maíra Corrêa (Fpolis, 2007, 35mm, 15 min)

O RETRATO DE DORIANA EXTRA CREMOSA COM SAL
de Alan Langdon (Fpolis, 2006, HDTV, 6 min)

O LADO DE K
de Câmera Olho Produções (Fpolis, 2007, HDTV, 18 min)

NO BALANÇO DO MAR
de Ieda Beck (Fpolis, 2008, DVCAM, 52 min)




SOPÃO DE CATARINAS – programa 5
Dia: 7 de Agosto
Hora: 14:30
Local: Anfiteatro da Prefeitura Municipal de Itajai

SAIU NA TV
de Bernardo Garcia (Fpolis, 2007, DV, 16 min)

SEO CHICO
de José Rafael Mamigonian (Fpolis, 2006, 35mm, 95 min)



www.AraucariaProducoes.com.br
www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com
(48) 9941-2714 SOPAO.DE.FILMES@gmail.com

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Sopão de Filmes: OFICINAS!


clique na imagem para ampliar


cineclube SOPÃO de FILMES - Julho de 2008
Oficinas!


A quantidade de filmes que vêm sendo feita a cada ano em SC está em constante crescimento. Festivais e mostras, tanto locais como nacionais, refletem isso e apontam para um boom na produção do estado. Para os interessados em se aventurarem a fazer um filme, existem vários caminhos: aprender praticando com a câmera do amigo, concursar um edital, bancar uma faculdade ou... fazer uma das várias oficinas oferecidas no estado. Essa ultima solução torna-se interessante para quem tem tempo e/ou dinheiro limitado, mas quer aprender com orientação e as ferramentas certas.
Este mês de Julho o cineclube SOPÃO DE FILMES foca nas oficinas audiovisuais que estão ajudando a formar a nova geração de cineastas catarinenses. Serão projetados curtas feitos com o charme e a inocência de quem está experimentando, sem ater-se aos moldes dos profissionalisados. Representantes das oficinas estarão presentes para falar das mesmas e tirar dúvidas dos interessados.
De quebra, exibiremos alguns curtas latinoamericanos do 18˚Festival Internacional de Curta Metragens de São Paulo (2007). Então venham para o Pomar das Artes este domingo, saborear uma sopa com um punhado de curtas!





O QUE:
cineclube SOPÃO DE FILMES apresenta: "Oficinas"
QUANDO:
Domingo, 27/07, 19:30
QUANTO:
Entrada franca, com doação sugerida de R$ 1
ONDE:
Espaço Cultural Pomar das Artes
R. Antonio Carlos Ferreira, 418 - Agronomica
(inicio do Morro do Horacio, mesma rua do posto Angeloni beira-mar)
CONTATO:
Sopao.De.Filmes@gmail.com
(48) 9941-2714
www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com.br




EQUIPE SOPÃO DE FILMES

Coordenação e curadoria: Alan Langdon
Ilustração e Design Grafico: Ivan Jeronimo www.ivanjeronimo.com.br

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Sopão de Filmes: FESTIVAL DE OUTONO DA LAGOA

O QUE:
cineclube SOPÃO DE FILMES apresenta: "Festival de Outono da Lagoa"
QUANDO:
Domingo, 29/06, 18:30
QUANTO:
Entrada franca
ONDE:
Espaço Cultural Sol da Terra
(Centrinho da Lagoa)
CONTATO:
Sopao.De.Filmes@gmail.com
(48) 9941-2714
www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com.br


--------------------------------------------------------------------------------
cineclube SOPÃO de FILMES - Junho de 2008
Festival de Outono da Lagoa 2008

Este domingo dia 29, as 18:30, o cineclube Sopão de Filmes tem o prazer de participar dentro da programação do Festival de Outono da Lagoa. Filmes que se destacaram nos últimos Sopões e outros inéditos vão brilhar na tela do aconchegante cinema do Sol da Terra, no centrinho da Lagoa. Curtas inéditos no Sopão incluem o excelente De Resto, curta metragem de Daniel Chaia - SP, o intrigante e bem-humorado Strip Poker, de Christian Abes (SC), e a encantadora animação Elvira, do argentino Juan Manuel Costa) .
Então sejam bem-vindos ao Festival de Outono da Lagoa e ao Sopão de Filmes. A sessão começa as 18:30 em ponto e tem 2 horas de duração. A sessão é livre, tendo filmes com temáticas adultas porém apropriadas para menores.


PROGRAMA (2 horas)
dia 29/06 18:30 Sol da Terra, no centrinho da Lagoa

SINESTESIA
de Paulo Maisatto, SC, 2007, Ficção, 10 min

ELVIRA
de Juan Manuel Costa (Cordoba, Argentina), 8 min, 2006, animação

A CANÇÃO DO CIGANO
de Luis Felipe Sprotte (SC), 10 min, experimental, 2007

AFLORA
de Maíra Corrêa, SC, 2007, Ficção, 15 min

TRECHO
De Clarissa Campolina & Helvécio Marins Jr (MG), 16 min,documentário, 2006

STRIP POKER
de Christian Abes, SC, 2007, Ficção, 10 min

DE RESTO
de Daniel Chaia (SP), 2007, 11 min, ficção

NOTURNA
de Felipe Vernizzi (SC), 2006, ficção, 17 min

O FIM DO MUNDO
de Alan Langdon e Guilherme Ledoux (SC), 2005, documentario experimental, 21 min

------------------------

O QUE:
cineclube SOPÃO DE FILMES apresenta: "Festival de Outono da Lagoa"
QUANDO:
Domingo, 29/06, 18:30
QUANTO:
Entrada franca
ONDE:
Espaço Cultural Sol da Terra
(Centrinho da Lagoa)
CONTATO:
Sopao.De.Filmes@gmail.com
(48) 9941-2714
www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com.br



EQUIPE SOPÃO DE FILMES

Coordenação e curadoria: Alan Langdon
Ilustração e Design Grafico: Ivan Jeronimo www.ivanjeronimo.com.br

sexta-feira, 6 de junho de 2008

Anima Mundi no SESC

O SESC Florianópolis apresenta do dia 09 a 13/06 a mostra "O Melhor do
Anima Mundi Brasil"!

São 35 filmes de curta metragem, em diversos temas e técnicas de
animação, com programas para faixas etárias variadas, divididos em
sessões infantil, adulta e público geral.

Serão apresentadas as 3 sessões diariamente nos seguintes horários:

- 14:00 - Sessão Infantil, com duração de 50';
- 18:00 - Sessão Público geral, com duração de 63'25" e
- 20:00 - Sessão Adulta, com duração de 60'61".

Com O Melhor do Anima Mundi Brasil, o Serviço Social do Comércio
propicia uma visão ampla da produção atual no país, através de
trabalhos nacionais de maior destaque nas edições do Festival
Internacional de Animação do Brasil, selecionados pela equipe do
próprio Anima Mundi.

A mostra é mais uma iniciativa do SESC, que desde a década de 60
prioriza a formação de público e o desenvolvimento e o aprimoramento
da artistas e produtores culturais.

terça-feira, 27 de maio de 2008

SOPAO de FILMES recebe filmes para CATARINA FESTIVAL DE DOCUMENTÁRIO

Caro realizador(a) catarinense-


Obrigado por seu interesse em participar da mostra de curtas e longas catarinenses que o Sopão de Filmes esta selecionando para o Catarina 2008.


ESCLARECENDO ALGUMAS DÚVIDAS EM RELAÇÃO À MOSTRA
SOPÃO DE FILMES e A COMPETITIVA DE DOCUMENTÁRIOS

A mostra do Sopão de Filmes não é competitiva (porem com curadoria) e está aberta não só para documentários, como para outros gêneros, privilegiando produções atuais (2005 ou mais recentes). Vão ser 5 dias de programação, cada programa com cerca de 90 minutos, e passarão de tarde, mais ou menos às 16 hs.

A competitiva passa à noite, tem prêmios e está limitada à curtas documentais até uma certa duração (ver regulamento). Quem está cuidando das inscrições desse tipo são o próprio Catarina (www.ARAUCARIAPRODUCOES.com.br) e a Cinemateca Catarinense.

São duas curadorias diferentes e, se o realizador se enquadra na competitiva, sugerimos fortemente inscrever nesta, pois tem poucos inscritos (mais chances de inclusão). E além de encorpar a competitiva, tem prêmios e isso sempre é bom, alem do horário ser mais nobre e receber mais atenção da mídia. A inscrição da competitiva é na cinemateca catarinense ou direto com o Catarina, mas no site deles você encontra essas infos todas.

ATENÇÃO:
Se o realizador se inscrever na competitiva, não poderá se inscrever na mostra Sopão de Filmes.

A inscrição da mostra Sopão de Filmes é mais simples porém menos "oficial", pois não tem site nem fichas ou regulamentos (na verdade, basta entregar o DVD em mãos para um dos curadores (ver lista abaixo) ou na caixa postal indicada logo abaixo, incluindo os materiais como ficha técnica, cartazes, stills, releases, etc.)

Visto isso, continuaremos recebendo filmes dos realizadores catarinenses, documentários ou não, para fazer uma curadoria. Então por favor nos envie seu filme para o endereço abaixo ou entregue em mãos para a curadoria, que pode ser contatada pelos telefones abaixo. No final desta carta tem uma lista dos filmes que o Sopão já tem em mãos, então no caso destas produções basta o realizador indicar via email que quer estar inscrito.

ATENÇÃO:
O prazo para envio dos filmes (vale a data de postagem) é 10 de Junho, para a curadoria ter tempo de assistir todas as produções e montar a grade de programação.



Endereço para envio:

SOPÃO DE FILMES
a/c: Alan Langdon
Caixa Postal 5104
Florianópolis, SC
88040-970



Curadoria (o terceiro curador ainda não esta listado):

Alan Langdon
(48) 9941-2714
(48) 3733-6529
al_langdon@yahoo.com

Tatiana Lee
(48) 8827-8785
tatianalee@yahoo.com




abraços,

cineclube Sopão de Filmes
www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com.br
Sopao.de.Filmes@gmail.com

----------
Filmes que o sopão já possue para considerar na seleção:


"MOMENTOS DE LUGAR ALGUM"
de Paulo Maisatto e Maira Corrêa. 15 minutos.

"DYCKIAS"
de Iur Gomes. 52 minutos

"MERCADO DE HISTÓRIAS"
de Bianca Chiaradia. 52 minutos. 2007

"LEONOR GUEDES - Memórias Em Órbita"
de Fabíola Beck. 10 minutos.

"URBANO"
de Camila Sokolowski. 3 min. 2008

"NO BALANÇO DO MAR"
de Ieda Beck. 52 min. 2008

"SEO CHICO - UM RETRATO"
de José Rafael Mamigonian. 90 min. 2006

"CAPOTA DE FUSCA"
de Karla Simas. 8 min.

"O VELHO DA BENGALA"
de Yannet Brigiller e Rodrigo Amboni. 9 min. 2006

"LEMBRANÇA DAS SUPERFÍCIES"
de Silvana Mariani e Hans Jörg Hüeblin. 20 min. 2007

"BÚZIOS DE AQUÁRIO"
de Silvana Mariani e Hans Jörg Hüeblin. 23 min. 2007

"VOU-ME EMBORA PROTESTANDO"
de Carolina COral e Mariana Costa Lima. 7 min. 2007

"O ESPELHO"
de Flávia Zanchetta. 14 min. 2007

"A PARTE"
de Lucas Alves e José Manuel Sappino. 9 min. 2007

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Sopão de Filmes: PHANTÁSTICO!



video
assista o trailer!




Phantástico!

Na noite de domingo, 25 de maio, algo estranho vai estar no ar, algo fantástico.
O cineclube Sopão de Filmes traz a seleção de curtas Phantástico, um caldo espesso e misterioso que as bruxas estão preparando com produções de Florianópolis, Recife e EUA,
para acalentar vossas almas nesse outono.
Fantasmas, pesadelos e esquisitices na calada da noite vão marcar presença,
então preparem seus crucifixos e tomem seus passes, pois a noite vai ser estranha...
Leia mais sobre o gênero Fantástico logo abaixo.

Os curtas da noite são:


"A MÃO DO MACACO"
de Jefferson Bittencourt, SC, 2008, Ficção, 25 min
Sandra e Lucas comemoram o aniversário da mãe. Na madrugada após a festa um estranho visitante traz para a casa da família um sinistro objeto: a mão decepada de um símio, que ele diz ser capaz de realizar os desejos de seu possuidor. A câmera caseira que registrava a festa torna-se a testemunha dos fatos misteriosos que encaminham a história dos irmãos para um desfecho assustador. Uma adaptação contemporânea do conto homônimo de W.W. Jacobs.

vinilfilmes@matrix.com.br





"O VINIL VERDE"
de Kleber Mendonça Filho, PE, 2004, Ficção, 13 min
Mãe dá a Filha uma caixa cheia de velhos disquinhos coloridos.
A menina pode ouvi-los, exceto o vinil verde.







"ANIMUS"
de Alan Langdon, SC, 2004, Ficção, 3 min
O auto-retrato de uma morte (Lua cheia sempre traz encrenca).

www.casadoalan.com.br






THE FALL OD THE HOUSE OF USHER
de Melville Webber e J.S. Watson Jr., EUA, 1926-28, 12 min
Adaptação do conto homônimo de Edgar Allan Poe, utilizando da linguagem expressionista e experimentando com efeitos óticos inéditos
na época da produção.






SANTA
de Marina Scherer, SC, 2007, 8 min







O NOBRE DEPUTADO SANGUE-SUGA
de Canibal Filmes, SC, 13 min, 2007
O que era pra ser um faroeste ultra gore se transmutou no primeiro filme infantil produzido pela Canibal Filmes, com a nefasta parceria de Bulhorgia Produções é claro!!! O Nobre Deputado Sanguessuga mostra César Souza (como o Nobre Deputado), Gurcius Gewdner (como o cineasta filho de magnata transmutado em Quasímodo), Élio Copini (como o camponês pobre transmutado em Nosferatu), Carli Bortolanza e Cláudio Baiestorf em uma complexa fábula infantil sobre dominação mundial com homenagens aos filmes e monstros clássicos de terror em preto e branco.

www.bulhorgia.com.br

www.canibalfilmes.bulhorgia.com.br
www.cerebro.bulhorgia.com.br
bulhorgia@hotmail.com

------------------------
O QUE: cineclube SOPÃO DE FILMES apresenta: "Phantástico"

QUANDO: Domingo, 25/05, 19:30

QUANTO: Entrada franca, com doação sugerida de R$ 1

ONDE: Espaço Cultural Pomar das Artes R. Antonio Carlos Ferreira, 418 - Agronomica (inicio do Morro do Horacio, mesma rua do posto Angeloni beira-mar)

CONTATO: Sopao.De.Filmes@gmail.com (48) 9941-2714 www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com.br


EQUIPE SOPÃO DE FILMES

Coordenação e curadoria: Alan Langdon
Acessoria de impreensa: Camila Sokolowski
Ilustração e Design Grafico: Ivan Jeronimo www.ivanjeronimo.com.br

--------------------

Fantástico (gênero)

Gênero literário que invadiu o cinema, o fantástico define narrativas ficcionais que possuem elementos não explicados pela lógica da nossa realidade. Ele agrupa três subgêneros, horror ou terror, ficção científica e a fantasia.

Tanto no cinema quanto na literatura o gênero fantástico possui as mesmas características.

Mortos andando entre os vivos, monstros das mais variadas formas, árvores, pedras e animais que falam, esses são uns dos eventos que não pertencem à nossa realidade. Nossa lógica não entende e não aceita tais fatos. Tzvetan Todorov cita em seu livro “Introdução à Literatura Fantástica”, que dentro da nossa realidade regida por leis, ocorrências que não podem ser explicadas por essas leis incidem na incerteza de ser real ou imaginário. Para Todorov, um evento fantástico só ocorre quando há a dúvida se esse evento é real, explicado pela lógica, ou sobrenatural, ou seja, regido por outras leis que desconhecemos. “Há um fenômeno estranho que se pode explicar de duas maneiras, por meio de causas de tipo natural e sobrenatural. A possibilidade de se hesitar entre os dois criou o efeito fantástico.” (TODOROV, 1968, p. 31).

Porém, a história não pode parecer de forma alegórica, pois, se o leitor ou espectador interpretar o sobrenatural como uma metáfora, num primeiro momento, ele perde o sentido fantástico. Deve haver uma pré-disposição do leitor para negar a alegoria e hesitar quanto à realidade do fato.

[editar] Horror

Oficialmente, o horror teve sua primeira definição na literatura como romance gótico ou, como Todorov chama, romance negro. Histórias que possuíam qualidades ligadas à literatura fantástica de provocar medo. Um critério abordado por H. P. Lovecraft, um dos principais nomes do horror literário, é o de utilizar a experiência do medo que o leitor possui para criar o temor.

A literatura gótica trabalha bastante com esse critério de Lovecraft. Criando um ambiente medieval, com castelos em ruínas, bosques escuros e sombrios e famílias da nobreza decadente, os textos góticos utilizam as crenças da época para produzir o horror. O Autor Gordon Melton comenta que o gênero gótico pode ser definido como “literatura de pesadelo”.

O gênero gótico era um tipo de romance popular do século XVIII, que continuou no século XIX, ele surgiu com o conto “O Castelo de Otranto” (The Castle of Otranto, 1763) de Horace Walpole. As histórias descrevem acontecimentos macabros, sobrenaturais, nos quais demônios, o diabo, vampiros, fantasmas cruzam com vítimas castas e puras em lugares incomuns, de preferência na época medieval e de noite ou em tempestades. Os seres sobrenaturais manipulam os fatos da narração transtornando a mente do personagem. Como mencionado antes, a vítima fica entre a razão e a crença até ser atacada pelas reais garras de seus vilões.

Tais histórias fantásticas forneceram ao cinema o contexto para a produção de filmes de horror. Esses filmes proporcionam a impressão da realidade e constroem o medo a partir das experiências do espectador. No entanto, os filmes de horror também trabalham com outros artifícios para criar a sensação de medo.

O prolongamento do tempo é muito usado para produzir o suspense. Por meio da montagem, o cineasta alterna a imagem da vítima, que sossegada está alheia ao perigo iminente, com a imagem do monstro que vem ao seu encalço. Essa extensão do tempo deixa o espectador ansioso por ele estar onipresente, sabendo do destino da vítima e não podendo impedir.

A fotografia também é usada para criar um ambiente de temor. O jogo de luzes e sombras engana as vistas espantadas do público deixando escapar alguns vultos do perigo iminente.

Os ângulos de filmagens que transformam a câmera em uma personagem, apenas sugerem o perigo, não mostrando a situação toda. A sombra de uma garra na parede atrás da cama enquanto a heroína dorme cria a tensão.

E finalmente, a música acentuada e gradativa emana a sensação de suspense. Um exemplo exageradamente citado, mas que comprova a importância da música, ou a falta dela, dependendo da situação, é o filme de Alfred Hitchcock “Psicose” (Psycho, 1960, EUA). A música no filme de Hitchcock é um personagem que junto com a câmera subjetiva antecipa o perigo.

Esse efeito de pavor crescente tem seu auge quando finalmente o perigo se comprova e surge o monstro que ataca a vítima. Além das técnicas da linguagem, a maquiagem, as fantasias e efeitos especiais também auxiliam no susto.

O lado negro da imaginação humana, descrito nos romances góticos, foi revivido no cinema de horror por meio das inúmeras adaptações feitas de textos clássicos desse gênero literário.

Notando que aterrorizando o público podiam lotar os cinemas, os cineastas fizeram vários filmes clássicos do terror, como “Frankenstein” (Frankenstein, 1931, EUA), “O Médico e o Monstro” (Dr. Jekyll and Mr. Hyde, 1920, EUA), “O Corcunda de Notre-Dame” (The Hunchback of Notre Dame, 1923, EUA), “Carmilla, a Vampira de Karnstein”( The Vampire Lovers, 1970, Inglaterra). Porém, um dos títulos que, provavelmente, teve o de maior número de adaptações foi “Drácula” de Bram Stoker.

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Temas para 2008: algumas idéias

O cineclube Sopão de Filmes está sugerindo alguns temas para 2008, para que realizadores de curta-metragens possam enviar suas produções. Haverá uma curadoria, visando mostrar o máximo possível de curtas de qualidade. Caso seu filme não se enquandre num dos temas, pode ser que ele inspire um tema novo, então não hesite em mandar. Ao enviar seu curta, você está automaticamente autorizando o cineclube Sopão de Filmes a projetar seu filme e será avisado com antecedência caso seja selecionado.

O cineclube Sopão de Filmes não possue fins lucrativos e no momento não possue verba para remunerar ou acomodar realizadores, embora estimula-se a presença de realizadores, se possível, para enriquecer os bate-papos que seguem as projeções.

O cineclube Sopão de Filmes reserva o direito de abandonar ou adicionar um tema, de acordo com o volume e a qualidade de curtas recebidos. Não serão projetadas matérias jornalisticas nem comerciais publicitários, assim como institucionais. Não nos responsabilizamos por danos causados pelos correios durante o envio dos materiais. O cineclube Sopão de Filmes reserva o direito de selecionar as obras que comporão as programações. Materiais enviados farão parte do acervo do cineclube e não serão devolvidos, sendo o realizador contatado previamente caso sua obra seja selecionada.

Os temas para 2008 são:

O Fantástico/ O Surreal
Punk/Rock
Circo
Apocalipse
Videoclipes
/Música
Som
Infantil
(alguns temas podem desaparecer e outros temas podem surgir)


Favor contatar o cineclube Sopão de Filmes pelos seguintes canais:

email: Sopao.de.Filmes@gmail.com

telefone:
(48) 9941-2714

endereço para envio:

Alan Langdon / SOPÃO DE FILMES
Caixa Postal 5104
Florianopolis, SC
88040-970

Caso enviar material por correio, incluir:

-DVD

-Folha impressa com as seguintes informações preenchidas:

Titulo:
Duração:
Formato Original:
Data de Finalização:
Genero:
Diretor:
Responsável pela Inscrição:


Autorizo o cineclube Sopão de Filmes a exibir a referida obra audiovisual, sem fins lucrativos, e me responsabilizo por qualquer incidente legal ou jurídico que possa ocorrer em ligação com a referida obra, isentando o cineclube Sopão de Filmes de tal responsabilidade.

Assinatura do responsável:

Data:
Email:
Telefone:

terça-feira, 22 de abril de 2008

cineclube SOPÃO de FILMES - Abril 2008

Distâncias Íntimas

Em Abril o cineclube Sopão de Filmes apresenta curta-metragens com o tema Distâncias Íntimas. A programação conta com minuciosas produções de Santa Catarina, Pernambuco e Argentina, num arranjo eclético delineando sentimentos ao mesmo tempo contraditórios e complementares como estranhamento / intimidade, distância / proximidade. São filmes que aquecem o coração e
também lhe dão asas para questionar o teto que lhe cobre, talvez
perguntando: intimidade é prox
imidade?


Os curtas da noite são:

"DESPUÉS DE HOY"
de Lucas Schiaroli, Argentina, 2006, Ficção, 1 min

"SINESTESIA"
de Paulo Maisatto, SC, 2007, Ficção, 10 min

"AFLORA"
de Maíra Corrêa, SC, 2007, Ficção, 15 min

"APROVEITEM O MAR"
de Christian Abes, SC, 2006, Ficção, 10 min

"SONIDO"
de Fernanda Fraiz, SC, 2007, Animação, 5 min

"SILÊNCIOS"
de Renato Magalhães, SC, 2007, Ficção, 10 min

"NOITE DE SEXTA, MANHÃ DE SÁBADO"
de Kleber Mendonça Filho, PE, 2005, Ficção, 15 min

"AQUÁRIO"
de Cíntia Domit Bittar, SC, 2008, Ficção, 9 min

------------------------

O QUE:
cineclube SOPÃO DE FILMES apresenta: "Distâncias Íntimas"
QUANDO:
Domingo, 27/04, 19:00
QUANTO:
Entrada franca, com doação sugerida de R$ 1
ONDE:
Espaço Cultural Pomar das Artes
R. Antonio Carlos Ferreira, 418 - Agronomica
(inicio do Morro do Horacio, mesma rua do posto Angeloni beira-mar)
CONTATO:
Sopao.De.Filmes@gmail.com
(48) 9941-2714
www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com.br


CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO PARA VER O MAPA:

------------------------
EQUIPE SOPÃO DE FILMES

Coordenação e curadoria: Alan Langdon
Acessoria de impreensa: Camila Sokolowski
Design Grafico: Ivan Jeronimo - www.ivanjeronimo.com.br

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Temas de 2008 lançados: enviem seus filmes!

O cineclube Sopão de Filmes está anunciando os temas de 2008, para que realizadores de curta-metragens possam enviar suas produções. Haverá uma curadoria, visando mostrar o máximo possível de curtas de qualidade. Caso seu filme não se enquandre num dos temas, pode ser que ele inspire um tema novo, então não hesite em mandar. Ao enviar seu curta, você está automaticamente autorizando o cineclube Sopão de Filmes a projetar seu filme e será avisado com antecedência caso seja selecionado.

O cineclube Sopão de Filmes não possue fins lucrativos e no momento não possue verba para remunerar ou acomodar realizadores, embora estimula-se a presença de realizadores, se possível, para enriquecer os bate-papos que seguem as projeções.

O cineclube Sopão de Filmes reserva o direito de abandonar ou adicionar um tema, de acordo com o volume e a qualidade de curtas recebidos. Não serão projetadas matérias jornalisticas nem comerciais publicitários, assim como institucionais. Não nos responsabilizamos por danos causados pelos correios durante o envio dos materiais. O cineclube Sopão de Filmes reserva o direito de selecionar as obras que comporão as programações. Materiais enviados farão parte do acervo do cineclube e não serão devolvidos, sendo o realizador contatado previamente caso sua obra seja selecionada.

Os temas para 2008 são:

Surrealidades
Punk/Rock
Circo
Apocalipse
Videoclipes
/Música
Som
Infantil
(tema em aberto ainda)


Favor contatar o cineclube Sopão de Filmes pelos seguintes canais:

email: Sopao.de.Filmes@gmail.com

telefone:
(48) 9941-2714

endereço para envio:

Alan Langdon / SOPÃO DE FILMES
Caixa Postal 5104
Florianopolis, SC
88040-970

Caso enviar material por correio, incluir:

-DVD

-Folha impressa com as seguintes informações preenchidas:

Titulo:
Duração:
Formato Original:
Data de Finalização:
Genero:
Diretor:
Responsável pela Inscrição:


Autorizo o cineclube Sopão de Filmes a exibir a referida obra audiovisual, sem fins lucrativos, e me responsabilizo por qualquer incidente legal ou jurídico que possa ocorrer em ligação com a referida obra, isentando o cineclube Sopão de Filmes de tal responsabilidade.

Assinatura do responsável:

Data:
Email:
Telefone:

terça-feira, 25 de março de 2008

cineclube SOPAO DE FILMES "Andanças"







CLIQUE NA IMAGEM AO LADO
PARA VER OS DETALHES
E O MAPA



O QUE:

cineclube SOPÃO DE FILMES apresenta: "Andanças"

QUANDO:

Domingo, 30/03, 19:00

QUANTO:

Entrada franca, com doação sugerida de R$ 1

ONDE:

Espaço Cultural Pomar das Artes
R. Antonio Carlos Ferreira, 418 - Agronomica
(inicio do Morro do Horacio, mesma rua do posto Angeloni beira-mar e da CNT)

CONTATO:

Alan Langdon - al_langdon@yahoo.com - (48) 9941-2714




cineclube SOPAO DE FILMES "Andanças"


Após um longo e desigual verão, o cineclube Sopão de Filmes inicia sua jornada por 2008 com o pé direito (e depois o esquerdo, o direito, o esquerdo, e assim por diante...). Este domingo dia 30 de Março, as 19 horas, temos o prazer de oferecer um cardápio variado de curtas que botam o pé na estrada e focam esse ato tão vital para a inquieta espécie humana: Andar. Trilhar. Explorar. E o que o andarilho encontra? Cada curta traz seus achados (e perdidos), quem sabe nos inspirando a pensar/sentir o andar como algo alem da mera locomoção de um ponto para outro (embora isso já seja um bom começo!). Então bote um pé na frente do outro, e venha para a largada do Sopão de Filmes para 2008. Para abastecer a viagem, teremos sopa como sempre, então tragam suas canecas e boa sessão!

Os curtas da noite são:


"..."
direção: Edson Quint Jr.
1 min - animação - 2007 - São José, SC

O inicio de uma caminhada. A primeira parte de uma trilogia de tres pontos.


"A Canção do Cigano"
direção: Luis Felipe Sprotte
10 min - video experimental - 2007 - Fpolis, SC

Os ciganos representam um ir e chegar sem constrangimento, um deixar-se levar pelo vento. A Canção do Cigano é um filme sobre o nada, sobre o acampamento largado, sobre ciganos esquecidos, ainda que estejam ao nosso lado.
http://blogspot.com/meuspoemasmeus


"passeio hippie, pseudo beatinik e semi bicho grilo"
direção e trilha: Domingos Longo
1 min - video experimental - 2007 - Itaguaçu, SC

No começo de uma tarde no inicio do outono de 2007,
um senhor sai com destino às montanhas do córrego grande,
passando pela casa onde morou bons anos de sua vida, e se depara
com o que mais queria: a ausência de pessoas.


"Trecho"
direção: Clarissa Campolina & Helvécio Marins Jr
16 min - documentário - 2006 - Minas Gerais
www.teia.art.br

O premiadissimo filme acompanha a caminhada de Libério por estradas que o levam de Belo Horizonte a Recife. Um diário imagético e sonoro remonta uma viagem realizada há 8 anos. As lembranças e os questionamentos do personagem se mostram transformados pelo passar do tempo, pela paisagem e pela própria experiência do filme.


"Qualquer Coisa Que Não Se Saiba Morrer"
direcao: Aline Maciel
2 min - video experimental - 2007 - Fpolis, SC


"Na Estrada da Vida"
direção: Alan Langdon e Guilherme Ledoux
26 min - ficção pseudo-filosófica - 1998 - Desterro, SC

A inusitada jornada de Dion em busca do Vale da Gente Miúda, percorrendo os confins do crepúsculo infinito. Baseado nas músicas do irreversível Pintô Sujêra, Na Estrada da Vida é uma passagem só de ida para o futuro, cujo destino se encontra debaixo de seus próprios pés.
www.pintosujera.com.br


"Come Into My World"
direção: Michel Gondry
4 min - videoclipe - França

O divertido e visualmente caleidoscópico video-clipe da Kylie Minogue
feito por Michel Gondry, diretor de Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças.


"Ashden's Walk On Mon"
direção: Derek Jarman
14 min - filme experimental super8 - 1973 - Inglaterra

Inquietante curta do falecido artista e cineasta underground Derek Jarman,
onde ele experimenta com a dupla exposicao da pelicula, criando uma textura
terrena e ao mesmo tempo cósmica.



O QUE:
cineclube SOPÃO DE FILMES apresenta: "Andanças"
QUANDO:
Domingo, 30/03, 19:00
QUANTO:
Entrada franca, com doação sugerida de R$ 1
ONDE:
Espaço Cultural Pomar das Artes
R. Antonio Carlos Ferreira, 418 - Agronomica
(inicio do Morro do Horacio, mesma rua do posto Angeloni beira-mar)
CONTATO:
Alan Langdon - al_langdon@yahoo.com - (48) 9941-2714 - www.SOPAOdeFILMES.blogspot.com.br